NOTÍCIAS

22/09/2021

Cloroquina, fake news sobre auxílio emergencial e pizza na rua marcam passagem de Bolsonaro por Nova York

Michelle Masotti (MTB 50.464) - Assessoria de Imprensa da FETERCESP

Nesta terça-feira, 21 de setembro, o presidente Jair Bolsonaro discursou na abertura da 76ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) em Nova York. 

Entre uma série de absurdos, como de praxe Bolsonaro distorceu dados sobre a política de meio ambiente, o desempenho da economia brasileira, desdenhou das manifestações de 7 de setembro, defendeu novamente o uso de Cloroquina e Ivermectina no tratamento precoce contra a Covid-19, que já teve sua ineficácia comprovada cientificamente e, como se não bastasse tanta bobagem, afirmou que não há corrupção no seu governo.

Rei das fake News, Bolsonaro também distorceu dados sobre o auxílio emergencial no Brasil. Segundo ele, o governo pagou US$ 800 de auxílio emergência em 2020 (o que seria mais de R$ 4 mil reais), dando a entender que seria um valor mensal quando na verdade foi a somatória das parcelas pagas até dezembro.

A passagem de Bolsonaro por Nova York também foi marcada por um episódio cômico em que o presidente e sua comitiva foram obrigados a comer pizza na rua, já que não apresentaram o comprovante de vacinação contra a Covid-19, como Nova York exige para frequentar lugares fechados, como restaurantes, cinemas, teatros e academias.

É o Bolsonaro mais uma vez virando chacota internacional pelos absurdos que defende e pela postura totalmente avessa ao que é exigida de um presidente da República.

 

Foto de Divulgação: Reprodução das redes sociais

enviar comentário

Comentários

Nenhum comentário registrado.